domingo, 25 de março de 2012

Amanhece em Floripa !

Fala galera !!! Amanhecia em Florianópolis e nós caimos na pista pra mais um drop !!! Altos vídeos, primeiro role do meu long, truck crail 180 speed, rodas Plasma a+, shape Black Sheep !!! Fico da hora o long, evolução pura na pista !!! Thiago Meneses fritando os pneus do Carve na lomba do Santinho !!! Confere que vale a pena !!! Curta seu drop !!!  

 apoio:
-----
www.sk8net.com.br sua skate shop aberta 24hs -----

                      

sábado, 24 de março de 2012

Mais um drop !!!


Mais uma session na lomba do santinho  carveboard e longboard !

Mountainboard




Para fazer a cabeça em dias de mar sem ondas, surfistas havaianos inventaram um esporte que mistura de sensações do surf, snowboard e skate: o mountainboard. Alguns snowboarders americanos gostaram tanto da idéia que levaram essas pranchas com rodas para as estações de esqui, e começaram a descer as pistas quando a neve derretia. A novidade foi se aperfeiçoando e eles encontraram na terra o melhor do esporte, seu estilo off-road. Uma prancha, rodas com câmara de ar – calibradas de acordo com a pista –, suspensões, presilhas para os pés, na terra, na lama, no barro. Nesse esporte não há regras, mas dois estilos: downhill (descida de morro) e freestyle (livre). Para começar, basta ter força de vontade e uma prancha no pé, mas é importante usar sempre os equipamentos básicos, como capacete, joelheira, cotoveleira, luvas, tênis, caneleira e uma boa bermuda grossa, o que ajuda a proteger bem a perna. Curta seu Drop !!!

sexta-feira, 23 de março de 2012

Parabéns Floripa !

Parabéns Florianópolis pelos 286 anos de beleza !!! Uma baita música e belas fotos, uma simples homenagem a Floripa, paraiso dos Esportes Radicais !!! Curta sua vibe !!!
" A beleza aqui se avista a cada esquina "



Elas representam !

Fala Galera !!! Um Vídeo especial mostrando que a Mulherada manda muito bem no Longboard !!! Curta seu Drop !!!

LONGBOARD



Saudações amigos do Skate é Cultura! Há muito tempo atrás, recebi uma colaboração muito especial de um cara que sabe muito sobre skate. Esta pessoa é o Marcos ET, redator da Tribo Skate e um importante skatista de nossa história. Com toda a correria que estava por aqui, acabei por adiar esta postagem. Mas, hoje chegou o dia, e por isso, vou postá-la na íntegra.


Confira logo abaixo uma matéria exclusiva sobre o longboard, que aborda desde os produtos, campeonatos e até um breve histórico. Tudo isto feito sob o olhar de Marcos ET. Check it out!


Saiba mais sobre o Longboard !


Assim ouvi dizer


Diz à lenda que o longboard começou no Brasil, na “Pracinha do Skate”, no bairro Paulistano do Sumaré por volta de 79. Esta novidade foi trazida pelo skater local da área, o “Tchap-Tchura”, em sua bagagem, depois de uma ida aos States. Não tem como definir se isto é verdade ou mentira, assim como apontar quem foi o primeiro a dropar as ladeiras de qualquer lugar do país com uma gunzeira, superior a 36 polegadas, já que os boards da época não ultrapassavam 28 polegadas. Certeza ou não, o importante é ter a noção de que o long aportou em terras tupiniquins, com o objetivo de dar uma nova dimensão ao skateboard. Andar com o único e exclusivo prazer de dropar uma lomba e literalmente surfar sem o compromisso, ou seja, divertir-se ao máximo.

O termo surfar pode parecer meio forçado, mas o estilo clássico do longboard, assemelha-se ao ato de surfar com uma prancha de long. A principal semelhança é o próprio estilo das manobras, porque tanto dentro da água como no asfalto, o mais importante é trabalhar toda a extensão dodeck, andando sobre ele literalmente. A manobra mais famosa dos dois estilos é o hang-ten, que consiste em posicionar-se com os dois pés no nose. Este classic style faz parte da história tanto do skateboard quanto do surfboard. Indiferente se é long ou short, esta manobra atravessou décadas, sendo um símbolo de radicalidade. Os dois pés juntos no nose eram radicais, num tempo que esta palavra não era desperdiçada com qualquer bobagem, como hoje em dia, em que todos os esportes são radicais (fuck!).


+ História


Se haviam longboards eu não sei, mas que a capital mineira (BH) viveu seu auge nos dias 16 e 17 de setembro de 78, isso é fato. Neste fim de semana aconteceu o “Skate Yankee-Lual”, campeonato de ladeira que tinha speed, rampa, estilo livre e slalon. Foram cerca de 402 inscritos e um público estimado de mais de 18 mil pessoas. A confirmação de que se havia algum long, isso eu não encontrei em lugar nenhum para confirmar, mas ficou registrado na memória de quem vivenciou aqueles dias.
Longboard é skateboard, só que maior?


Teoricamente sim. Mas, o material para a sua fabricação muitas vezes é diferente: shape, rodas e trucks, não se diferem apenas no tamanho. Muitas vezes as rodas e eixos também são bastante incomuns em relação àquelas usados nos skates de street. Materiais empregados com durezas diferenciadas, eixos que fazem mais curvas (devidos ao sistema de amortecedor), rodas bem moles. Não é de hoje que o long invade as pistas e mesmo o street, deixando de lado o estilo clássico. Mas, como skate é evolução, é natural que os longboarders queiram mandar manobras de skateboard, como flips e slides. Tudo é skate!


Retomada


Na segunda metade da década passada, o long começava a dar sinais de vida, impulsionado principalmente pela galera das antigas e pelos surfers de plantão. Tanto que no ano 1998, a marca de tênis Redley, lançou um champ em Alphaville-SP, dando início à ressurreição do longboard, só que com uma nova dimensão e interesse.


O deck


No início dos anos 80, quase todos os decks eram artesanais. Até as portas transformavam-se em longs. Só na metade da década é que a Urgh! e a VicForner, aventuraram-se na confecção de decks para longboard. Hoje são inúmeras marcas que produzem aqui no Brasil, inclusive uma marca americana, chamada Gravity. Esta licenciou seus longs para serem fabricados no Brasil, sob a direção do Sérgio“Yuppie”. Os decks são sempre superiores a 40 polegadas, mas existem mini-longs e fun boards, que são decks menores e mais fáceis de mandar manobras de skate. Eixos largos, rodas grandes e macias: assim tem que ser o long.


Long 70’s


O long teve seu grande impulso na primeira retomada do skateboard na América, por volta de 1975/76, antes da explosão das skateparks (76 a 79). Nessa época, sentir a sensação de vento na cara era a melhor coisa, puro surfstyle! Além das grandes ladeiras da costa oeste norte-americana, os reservatórios de água também eram uma ótima pedida para dropar e subir pelas paredes, sempre noclassic style.


Primeiros passos


Praticar em inclinações suaves e de preferência em ruas largas, para poder andar em zig-zag, cavado próximo às calçadas. Depois é pegar o jeito de andar sob o board, mudar as bases, sempre em sentido de "S", e aí por diante, evoluindo e divertindo muito. Estas são as regras para se tornar umlongrider.
Drop eternos


Andar de long é sentir o vento na cara, é estar despreocupado, querendo apenas curtir, Desencanado de qualquer modismo ou manobra. Andar de long é surfar no asfalto, nas paredes. Andar de long é relax puro. Na veia!
Esta foi mais uma matéria que contou a colaboração especial de Marcos “ET”. Gostaria de agradecê-lo por compartilhar mais este interessante texto, que com certeza agradará vários leitores. Fique ligado, pois em breve haverá mais matérias para toda a galera que curte descer uma ladeira com seu skate! Aguardem!


Fonte: http://www.skatecultura.com

quinta-feira, 22 de março de 2012

CARVEBOARD



O carveboard surgiu nos EUA há 15 anos como uma evolução do skate convencional e do longboard, outro skate um pouco maior, mas ainda com as rodinhas de poliuretano. O diferencial do carve é o sistema de suspensão com molas e os pneus de borracha, facilitando a realização das manobras mais complicadas. “A combinação dos dois (molas e pneus) permite a manobra de cavada, que é a manobra básica do surfe”, explica Ricardo Ducco, empresário que trouxe as primeiras pranchas (shapes) para o Brasil, em 2004.

Conforme Ricardo, as molas propiciam a curva mais intensa nos percursos e o pneu dá a aderência necessária para as manobras, o que não acontece com as pequenas rodinhas dos skates, por exemplo. Como resultado, os praticantes conseguem simular com precisão os movimentos do surfe, como se estivessem “dropando” ondas imaginárias. “É uma sensação tão boa quanto o surfe, só que mais adrenalizante. Mas chega a ser mais seguro, porque você está visualizando tudo e no surfe isso não acontece sempre”, observa Toni Zandoná, um dos poucos praticantes em Fortaleza.
O carver é ideal para quem está querendo tanto andar de skate como aprender a surfar – chega a ser utilizado em escolinhas de surfe quando o mar está sem ondas. Uma ferramenta importante é a calibragem dos pneus – quanto maior o número de libras, maior a velocidade e menor a aderência ao solo. “A pressão do pneu torna o carveboard versátil para qualquer nível de experiência e inclinação da ladeira. Atrai desde quem nunca andou de skate até veteranos do surfe”, observa Ricardo Ducco. “Além disso os pneus atravessam qualquer terreno”, completa. Mas vale ressaltar que o carve não é um skate de velocidade (no máximo a 20km/h), e sim para aprimoramento de manobras.
No Brasil a moda vem pegando. Apesar de recente por aqui, o carve já possui mais de 2.200 praticantes, com direito até a campeonato nacional, disputado ano passado em São Paulo – também houve competições não-oficiais em Curitiba e Brasília. No Ceará a prática ainda é rara. Há registro de apenas dois “carrinhos” rodando pelas ruas. Mas já é um início para levar adiante o lema dos carvers: “Toda ladeira vira onda, toda cidade vira praia”.
Cavada: Posição clássica do surfe. Curva acentuada em que o shape (prancha) fica bastante inclinado.
Rasgada ou “slide”: Quando o praticante está chegando próximo a um obstáculo – um fio de pedra, por exemplo – e gira rapidamente no sentido oposto, fazendo com que os pneus derrapem.
Lay back: Rasgada com uma ou as duas mãos no shape.
Tubo: Quando o carver passa por baixo de um obstáculo a meia altura, simulando estar dentro de uma onda.
Bottom Turn: curva acentuada com uma das mãos no solo.
Equipamentos de segurança:
No Carveboard é importante ressaltar o uso de equipamentos de segurança, para amenizar o contato com o solo, veja abaixo os equipamentos mais utilizados:
Luvas;
Cotoveleiras
Joelheiras
Dicas/Curiosidades:
O ideal para o iniciante sé começar a rodar com os pneus mais secos (mínimo de 8 libras), para controlar melhor o carveboard.
Para evitar assaltos, sair para praticar com amigos, de preferência de carro e principalmente, peça a proteção de Deus.
O carve exige pouca manutenção. Praticamente apenas a troca dos pneus e a troca e lubrificação das molas.
by www.amantesdoesporte.com

quarta-feira, 21 de março de 2012

Meu novo Semilong

Fala galera !!! Montei esse Semilong com Truck Crail Speed 180mm, Rodas Plasma A+ 69mm / 78A, Shape Black Sheep, uma excelente relação custo beneficio, encontrei tudo na SK8 NET, que por sua vez me surpreendeu mais uma vez, menos de 24hs depois de confirmado o pedido a entrega foi feita, agora é ir pro Drop pra fazer o teste prático !!! Vale a pena conferir o site www.sk8net.com.br , têm tudo que você precisa pra curtir um bom Drop !!! Em breve videos do foguetinho na pista !!!

Rodas Plasma A+ Longboard

Fala galera !!! Ando de Longboard a pouco mais de um ano, e com o passar do tempo e evolução dos Drops vêm o desgaste dos componentes do Longboard, mas produtos top são bem caros, então comecei a procurar produtos com boa relação custo x beneficio, entrei em contato com um grande amigo meu da SK8 NET, que me apresentou as Rodas Plasma A+, então fui atraz de informações sobre elas em sites gringos, são rodas indicadas para um bom Freeride, seguram legal na velocidade e mandam bem nos slides !!! Encontrei esse vídeo mostrando um pouco do desempenho das rodas Plasma A+, vou esperar as minhas chegarem para postar minha opinião sobre elas !!! Pra quem quizer mais informações é só acessar www.sk8net.com.br, lá vocês vão encontrar produtos de qualidade e um atendimento nota 10, além de excelentes preços !!! Curta seu Drop !!!


                   
Fala Galera !!! Curte só esse visual, Lomba do Santinho, extremo norte da ilha de Florianópolis, pico onde a galera chega pra representar seja no Longboard, Carveboard ou Skatinho !!! Fica a dica então de um dos melhores picos pro verdadeiro surf no asfalto !!! Positividade galera !!! Curta seu Drop !!!

terça-feira, 20 de março de 2012

Douglas da Lua Skate Down Hill

O Gaúcho Douglas da Lua conquistando o título mundial no Down Hill, batendo recordes e elevando o esporte onde o brasil é campeão mundial em todas categorias !!!
 
                           

Carving Day

Fala galera !!! Uma reportagem já antiga do programa Mega Trilha da TV Cultura contando um pouco do que é o "Carveboard", de onde veio, equipamentos, manobras e muito mais !!! Vale a pena conferir !!!

                           

segunda-feira, 19 de março de 2012

Drop in Floripa - Lomba do Santinho

Altos domingo aqui no norte da ilha, toco pra lomba então, treino e treino !! Positividade !!

                         

Santos Finest by Attitude Riders

Galera representando e muito bem os esportes radicais em Santos, grande produção de vídeo, vale a pena assistir !!! Curta sua Vibe !!!

                      

Noite na Lomba do Santinhio !!!

Mais uma session na lomba do Santinho, treino e treino, buscando a evolução, por Octávio Maciel e Thiago Meneses, os pés no shape e a adrenalina da ladeira, longboard e carveboard em mais um " Drop in Floripa " !!!


                         

domingo, 18 de março de 2012

Equipe Carve Floripa - 17/03/2012

Então galera, esse video foi feito na Lomba do Santinho, altos pico, uma ladeira forte que acaba na areia da praia !!! Treino da hora, evolução no Carveboard e no Longboard !!!

                      

Session nas praias do norte da ilha

Esse foi o primeiro vídeo que fizemos, uma session nas praias do Santinho e Ingleses, a qualidade do vídeo não é boa, mas da pra ter uma noção desse lugar que combina bom asfalto e belas paisagens !!!

                    
Beleza galera !!! Esse blog é pra mostrar pra vocês alguns picos de Florianópolis para prática de Longboard e Carveboard, e também compartilhar experiências e novidades com relação a esses esportes que cada vez vai ganhando mais adeptos !!! Moramos num dos picos mais frequentados pela galera aqui no norte da ilha de Florianópolis, Praia do Santinho, nos próximos posts vocês vão ficar conhecendo um pouco desse lugar que além de altas pistas, também têm um visual muito bacana !!! Bora lá então pra mais uma session, pés no shape sempre curtindo essa vibe, pura liberdade !!!